Frete: descubra a modalidade ideal para o seu e-commerce

Frete: descubra a modalidade ideal para o seu e-commerce

O método de envio, ou o popular frete, é um dos fatores mais importantes para quem trabalha com vendas pela internet. Determinante desde a experiência de compra, até a chegada do produto na casa do cliente, proporcionar um processo tranquilo é papel do vendedor ou da loja virtual. Isso porque disponibilizar opções de entrega, cumprir prazos e garantir a transparência de todo o percurso da mercadoria contam pontos valiosos para a sua marca.

É fundamental não só para o contato com o cliente, mas para o negócio como um todo. Afinal, as diferentes modalidades de entrega podem valorizar o produto, e também impactar no seu faturamento. Por ser um fator determinante, o frete é amplamente utilizado como argumento de vendas, possibilita uma moeda de troca interessante para elevar o ticket médio do comprador e criar estratégias e promoções.

Contudo, antes de começar a vender seus produtos, o ideal é definir o método de envio ideal para a sua loja. Trouxemos neste artigo os principais métodos e opções de frete para você avaliar no seu e-commerce.

Usando o frete a seu favor

Segundo pesquisa encomendada pelo E-commerce Brasil, para 62% dos lojistas o preço do frete impacta negativamente na hora das vendas. Fator que vai de encontro com outro dado importante do comércio eletrônico: especialistas apontam que a taxa de abandono do carrinho ultrapassa os 75%. Agora, se o frete assusta, como utilizar estes dados a favor da sua loja?

Simples, proporcionando alternativas de transporte ao consumidor. 

A primeira vantagem é estratégica: possibilitando mais métodos de envio, sua loja não fica refém de um único fornecedor para entrega. Cenário que também empodera o consumidor, que pode utilizar seus próprios critérios para a decisão de método da sua preferência. 

A segunda justificativa está relacionada à experiência de compra. Usando os Correios como exemplo, a empresa brasileira proporciona alternativas como PAC e Sedex 10 para que o consumidor defina sua necessidade: a primeira, mais barata e com prazo de entrega mais longo, e a segunda opção de envio expresso, porém mais caro. Além das duas opções “padrões”, o lojista pode agregar opções gratuitas como buscar no Ponto de Coleta (ou sede da empresa) e transportadoras. Enquanto navega entre as opções, o cliente foca na decisão de qual delas é mais vantajosa e ameniza a sensação de que está pagando pelo envio.

Tipos de frete mais comuns para e-commerce

Temos duas grandes particularidades no mercado de frete do e-commerce nacional. A primeira delas é a presença dos Correios, a tradicional empresa brasileira de distribuição de cargas e correspondências que serve de referência para a atuação do setor. A segunda são as modalidades de Frete Econômico e Frete Expresso, as quais os Correios e as transportadoras nacionais sugerem produtos a partir da velocidade de entrega, nível de fragilidade e área de abrangência. Esta prática do mercado, por si só, já contribui para a diversidade de oferta nas modalidades de envio. 

Entretanto, vamos as possibilidades.

Correios

Método mais popular do e-commerce, em 2020 cerca de 86% do comércio eletrônico apontou a empresa como principal forma de envio. A malha logística dos Correios possibilita a abrangência nacional, com prazo de entrega seguro e modalidades de contrato vantajosas para lojistas e compradores. 

É interessante para lojistas porque garante uma precificação segura e acessível, além de uma negociação diferenciada junto às agências de Correios. É o caso das lojas da Unbox: por aqui possibilitamos até 50% de desconto no frete (sem a necessidade de contrato por parte do lojista) para que empreendedoras e empreendedores comecem seus negócios com diferenciais competitivos. 

E é vantajoso para o comprador pela opção de tempo de entrega PAC ou Sedex 10, por abranger todos os estados e oferecer o melhor preço por cubagem (relação entre peso e o volume de carga) do mercado de logística.

Vantagens: 

Cobertura de todos os municípios do Brasil e excelente custo-benefício. 

Desvantagens: 

Algumas modalidades não oferecem rastreamento da carga, limite de peso e possibilidade de paralisações.

Transportadoras 

Nos últimos 10 anos o mercado de transportadoras evoluiu muito no Brasil. Atualmente, cerca de 28% do mercado digital disponibiliza o transporte via empresas especializadas. Ideal para produtos que carecem de cuidados especiais, as operadoras prezam pela segurança, rastreio de ponta a ponta e prazo de entrega mais ágil. 

Diferente dos Correios no tocante a peso limite e padronização das encomendas, a negociação com a transportadora geralmente é personalizada, cobrindo particularidades da distribuidora e do produto (como móveis e alimentos), mão de obra e demanda. Entretanto, por apresentarem atuação específica, não possibilitam cobertura nacional e a entrega para localidades mais afastadas ponto de partida tende a encarecer o envio, por isso geralmente as lojas contam com empresas locais para o serviço.  O ideal, nessa modalidade, é delimitar os centros de distribuição a partir do CEP do cliente. 

Vantagens: 

Entrega mais eficiente e ágil, sobretudo em grandes centros e transporte local.

Desvantagens: 

Preço superior aos Correios para longas distâncias e trata-se de um serviço terceirizado, sem contato com o comprador final.

Veículo próprio ou motoboy

Outra saída é internalizar o método de envio na sua empresa ou contratar o delivery local. Apesar da abrangência de entrega reduzida, cerca de 24% do mercado digital brasileiro já disponibiliza a opção. 

Sem dúvidas é o método mais rápido para entregas nas proximidades da sede, em bairros ou cidades vizinhas. Com controle total da demanda, além da agilidade, o sistema possibilita que você garanta o prazo mais fiel ao seu cliente, minimizando ruídos, atrasos e experiências ruins. O valor e prazo reduzido para encomendas menores também atrai compradores ansiosos, que almejam o produto o quanto antes. 

O fator limitante da modalidade é a área de cobertura. Se tratando de um e-commerce, formato em que o comprador pode acessar sua loja virtual de qualquer endereço e 24 horas por dia, o desafio é orquestrar a logística para que ela seja lucrativa e funcional. Estipule um horário de atendimento e o raio da entrega, e tenha gestão precisa de estoque e custos de transporte para fixar o valor do frete.

Vantagens: 

Controle, agilidade, praticidade e preço. 

Desvantagens: 

Além da área de cobertura, é importante mapear os custos de manutenção de veículos, contratações de funcionários ou parceiros para entrega.

Retirada em loja

Também conhecido como “take away”, muito utilizado no setor alimentício e por bares e restaurantes, o modelo vem crescendo em todos os setores e negócios que contam com sede física. 

Impulsionadas pela pandemia do Coronavírus, em que houve restrições de atendimento ao comércio, muitas empresas apostaram na negociação via loja virtual ou redes sociais para continuar realizando vendas. Em caso de transações locais, utilizaram a própria estrutura para a entrega da compra. 

Do ponto de vista do cliente, o formato propicia economia com a entrega e a possibilidade de buscar a compra imediatamente. 

Vantagens: 

Gratuidade para clientes e dispensa contratos e negociações com terceiros. 

Desvantagens: 

Apenas para o comércio local e com a necessidade de ponto físico.

Dicas para oferecer opções de fretes mais interessantes

Agora que você conhece as modalidades, prós e contras das opções de frete mais utilizadas no Brasil, confira algumas dicas da Unbox para reduzir custos e otimizar a experiência.

Dedique-se à embalagem

Como vimos, a precificação do frete se dá a partir da cubagem - relação entre o peso e o volume da encomenda. Nesse cenário, embalagens muito grandes e pesadas tendem a encarecer o seu cálculo de frete. Caso o seu produto seja de pequeno porte, repense a embalagem e a apresentação para otimizar espaço e reduzir custos. 

Opte sempre por materiais leves para caixas e pacotes, e em caso de produtos frágeis use papel ou plástico bolha para preencher e assegurar a integridade do produto.

Prepare-se para negociar com as transportadoras

É sempre do interesse das transportadoras concorrerem com os Correios e demais empresas do mercado. Portanto, na hora de mapear esta solução de entrega, faça uma pesquisa profunda e negocie com mais de um fornecedor.

Esta é a sua chance de comparar orçamentos e encontrar a solução com maior custo-benefício, e usar e abusar da clássica pechincha. Outro ponto crucial é planejar a sua demanda mensal, pois o volume de pedidos é um ótimo argumento para conquistar melhores tarifas. Além de valores, converse sobre condições de pagamento.

Associe o frete grátis com o aumento de ticket médio

Já é praxe no e-commerce brasileiro ofertar entregas grátis a partir de um volume de compras. Ao adquirir mais itens em um único carrinho, o cliente vê o valor da entrega como mais vantajoso, tendo uma percepção positiva em relação ao frete.

Além de itens avulsos, sugira kits de produtos com mercadorias relacionadas ou complementares para criar esta necessidade no consumidor.

Uma plataforma de vendas que agregue todas as soluções de logística 

Antes mesmo de enviar, é importante garantir a venda. A Unbox é uma plataforma que garante uma loja virtual atrativa para seus consumidores, intuitiva para você lojista e pronta para sair vendendo logo no primeiro dia. As soluções de pagamento via boleto e cartão de crédito já estão integradas ao sistema, assim como o método de envio pelos Correios. 

Isso mesmo, não precisa ir negociar na agência de Correios do seu bairro, a Unbox já entrega uma negociação vantajosa e com ótimas condições para a sua loja. Assim como um sistema de logística para você cadastrar e customizar transportadoras, promoções de frete e soluções como Retire na Loja ou entrega local.

Quer vender mais? Vem para a Unbox. Cadastre-se no formulário abaixo ou clique em Quero Vender Online!